Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



18582170_10155442242988470_8360301961635656308_n.jpg

 

Recentemente publiquei esta foto no meu facebook. Recebi várias reações.

O que costumam dizer é "vale mais só que mal acompanhado", não é isso? 

Ouvi muitas vezes esta frase enquanto era educada pela minha avó. E suponho, ao olhar para como nos relacionamos hoje, que não fui a única.

Encontrei esta frase num livro católico (sobre liderança, em que no final tinha uma lista de frases deste género). Achei interessante e guardei-a na minha caixinha.

E, chegou a vez desta frase. Na manhã que a coloquei decidi publicá-la exatamente porque era diferente.

 

Eu concordo muito com esta frase mas faço a ressalva para a idade.

Se estivermos a falar de um adolescente que ainda não têm todos os esquemas afetivos estabilizados, e os seus valores ainda estão cimentar-se, então esta não é uma frase para ele. Se bem que.... considerando o tempo que me dizem que eles estão nos seus quartos ligados ao pc e aos telemóveis... Mas essa é outra história.

Agora falando de adultos e para adultos: esta frase aplica-se!

Nós somos seres humanos: nascemos num ventre - dentro de outra pessoa; precisamos de ser cuidados e educados por outras pessoas; para nos realizarmos precisamos da ajuda dos outros. Nenhuma pessoa de sucesso é solitária mas líderes de equipas. 

Nós somos naturalmente sociáveis. Precisamos dos outros, e os outros precisam de nós! E é nesta perspetiva que nós poderemos ser muito melhores. Se estou mal acompanhado, porque não fazer todo o meu possível para tornar essa pessoa numa boa companhia. As relações nunca são unilaterais. NUNCA. 

Jesus, o filho de Deus, o ser divino que encarnou e nasceu homem, fez o quê? Manteve-se junto da sua mãe até quase aos 30 anos e depois pegou num conjunto de pessoas (que não eram as mais extraordinárias da época) e decidiu ser seu amigo transformando-os pouco a pouco. Foram 3 anos de aventuras!

 

Portanto: Solidão ou Relação?

 

Poderia dizer muito mais, mas bastam estas perguntas:

- Como é que quero passar os meus últimos dias de vida terrestre? Sozinha?

- E na minha hora da morte? Estarei sozinha?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

De Rute a 29.05.2017 às 02:41

Gostei muito do post! Pode partilhar o nome do livro? Parece muito interessante um livro católico sobre liderança.

De Helena Le Blanc a 29.05.2017 às 15:57

Olá Rute

Nome do Livro: "Como liderar pessoas difíceis. A arte de administrar conflitos". Autor João Carlos Almeida. Editora Canção Nova.

O autor pegou na pintura da Ultima ceia de Leonardo D´Vinci e refere as notas e rascunhos que o mesmo fez de estudo a cada discípulo. Ele fez uma pesquisa a cada um para pintar a sua postura nesse quadro, à volta da mesa, em relacionamento (ou não) com os amigos e com JESUS.
Ele faz uma análise personalizada a cada um e como Jesus foi lidando com o lado bom e menos bom de cada um!
Um livro hiper-interessante.
Definitivamente comecei a olhar de forma diferente a pintura da Ultima Ceia. Também aprendi muito relativo à matéria em causa.

Um abraço

De Rute a 29.05.2017 às 22:32

Obrigada! Parece super interessante!

Beijinhos.

Comentar post



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo