Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



"Silêncio do espírito e do coração" 

 

Santa Madre Teresa de Calcutá, num belo dia, disse: "não podemos falar antes de O escutar no silêncio dos nossos corações."*

Isto ainda à cerca do segredo dela: simplesmente rezar.

IMG_4952 (1).jpg

"A oração começa pelo silêncio interior".*

"Se queremos rezar, temos que aprender a escutar primeiro porque Deus fala no silêncio do coração".

Penso: ontem quantas vezes é que o meu espírito e coração estiveram em silêncio? Acho que nenhuma. Estou a lembrar-me do momento mais pacifico que tive: conduzir quatro viagens, entre Sangalhos e Anadia.

Estive em silêncio, a conduzir e a observar? Não.

Ouvi o www.passo-a-rezar.net. Ok. É um mini programa de 10 minutos de oração diária, mas... onde está o meu silêncio? O silêncio do espírito, dos olhos, das palavras?

Não está.

Não tenho.

 

Silêncio - ausência total ou relativa de sons; ausência de comunicação, ainda que por meios diferentes da fala.

Voto de silêncio - algumas Ordens religiosas católicas fazem este voto: redimir toda a vida num sagrado silêncio durante o trabalho e oração.

 

Não falar durante algum tempo até consigo: há dias que é uma bênção. Mas silenciar o meu espírito e coração? Aí está uma coisa complicada para mim.

A Madre Teresa de Calcutá refere o exemplo de Maria, a Mãe de Jesus. Nos 4 evangelhos, e Atos dos Apóstolos, verifica-se que Nossa Senhora é uma pessoa silenciosa. É assim que é retratada em filmes e peças visuais. "Guardava todas as recordações como um bem precioso e meditava-as no seu coração".* Foram várias as situações que ela poderia ter interferido, falado e silenciado os demais. Mas ela sempre optou pelo silêncio, pois era nele que encontrava a união íntima com Deus. Ela dava a primazia a Deus, para resolver e solucionar.

IMG_1260.jpg

Silenciar os meus olhos? Outra coisa complicada. 

"Os nossos olhos são como janelas através das quais Cristo ou o mundo chegam ao nosso coração. Precisamos frequentemente de muita coragem para os manter fechados". *

É difícil escolher não ver, desviar o nosso olhar ou fechar os olhos. Quantas vezes faço isto? 

Raramente, para não dizer nunca (e parecer muito mal).

A Madre afirma vivamente que Deus fala-nos por intermédio das outras pessoas, mas para isso é preciso nos calarmos e ouvirmos as outras pessoas.

Quantas vezes eu me calo para ouvir deliberadamente, e não por expetativa e curiosidade? Raramente.

Também diz que quando meditamos, Deus fala diretamente connosco.

IMG_5138.jpg

Na criação, as flores, as árvores, as ervas crescem em silêncio profundo. As estrelas a lua e o sol deslocam-se em silêncio.

E eu?

Eu sou uma pessoa barulhenta, que procura atrair todas as atenções!

 

"O essencial não está naquilo que dizemos, mas naquilo que Deus nos diz e naquilo que Ele transmite por nosso intermédio".*

 

Meu Deus, Meu Pai.... Eu não consigo sem a tua ajuda. Sou demasiadamente humana. Concedei-me a graça de silenciar os meus olhos, o meu espírito e o meu coração, para poder estar em união íntima contigo.

 

IMG_4962.jpg

 

in ""Oração: Frescura de uma Fonte", capítulo 4, 

de Madre Teresa de Calcutá e do Irmão Roger de Taizé, Edições Paulus, 2006

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo