Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Portanto, nas duas ultimas catequeses o grupo de 12 anos andou à volta dos salmos. Tinha corrido maravilhosamente bem, excedendo as minhas expetativas (post Catequese: Salmos #1, ver AQUI).

Acontece que, e surpresa das surpresas, a evangelização seguinte é exatamente sobre a oração dos salmos!

Eu ri-me quando descobri isto (sem achar graça nenhuma)!

 

Sessão "A Visitação - Dos Salmos ao Magnificat", pag. 17 do Livro 2 dos Mistérios da Fé de Teresa Power.

OK Helena. Muito bem.

 

O que é que eu faço? 

Tinha 5 dias para descobrir.

 

Decidi deixar vir ao de cima o meu lado (natural) mais técnico e estruturado. 

Esquematizei da seguinte forma:

 

1  - Introdução: falar outra vez, sobre os salmos em si (fazendo perguntas);

 

2 - Falar em particular sobre o tipo de salmos e que podem ser usados para diversas ocasiões. A esta altura iria distribuir um marcador (a ser colocado na bíblia) que identifica os salmos e as ocasiões para seu uso;

Aqui faríamos um pequeno jogo. Explicando as ocasiões, ia escolhendo os salmos que eles deveriam procurar. Quem encontrasse primeiro deveria ler algumas linhas para confirmar se a dita ocasião se aplica;

 

3 - Depois falar-se-ia do cantar ou recitar salmos. Abordaria a ausência de tecnologias há 2 mil anos atrás e como todos acabavam por saber de memória os 150 salmos. Mostraria alguns vídeos onde poderiam ver os salmos a serem cantados em igreja, num mosteiro, em hebraico, etc... (cada visualização seria só de 5 minutos máximo através do meu telemóvel pessoal). Como o grupo é pequeno dá para fazer isto.

 

4 - Mais um jogo - escolher outro salmo ao calha e quem encontrasse primeiro teria que recitar/ler o salmo muito muito depressa. Aqui falaria da oração recitada repetidamente quase que num mesmo tom (por exemplo quanto rezamos o terço). A importância este tipo de oração para "santificar o nosso cérebro e boca" e assim não saírem (automaticamente) palavras feias dos nossos lábios;

 

5 - Ponto alto da catequese: falar-lhes de um salmo muito especial que está no Novo testamento, o Magnificat, e como Maria, habituadíssima aos salmos e habitada pelo Espírito Santo, faz um belíssimo salmo no momento que abraça a sua prima Isabel. É a primeira pessoa com quem fala à cerca do que lhe tinha acontecido. Este salmo tornou-se viral para a humanidade: cantou-se, compôs-se musicas, fez-se powerpoints...

Mostraria um pequeno exemplo no meu telemóvel;

 

6 - ???

 

E agora?

............. e desafiar estes jovens de 12 anos a comporem um salmo?

Com frases que mais gostarem ao desfolharem os 150 salmos poderiam criar um salmo com (mais ou menos) algum sentido.

 

Será?

 

Pois bem, a catequese correu muito bem. Todos envolveram-se completamente na temática. Divertiram-se muito com os salmos nas suas bíblias. 

 

Temos salmo? Temos sim senhor!

Afinal houve mesmo uma mãozinha do Espírito Santo nesta catequese!

 

Aqui está:

 

Durante o dia o Senhor manda seus favores, porque me estou afundando no abismo profundo, que me fixou os pés numa rocha e firmou os meus passos;

Cantai ao Senhor um cântico novo, louvai o Senhor porque é bom cantar;

Não atendeis Senhor os desejos dos ímpios porque os cães numerosos me rodeiam e um bando de malfeitores me envolve;

As próprias trevas não são escuras para Vós, tenho os meus olhos levantados para ti que moras no céu.

Palavra do Senhor ao meu Senhor!

Senhor eu Vos invoco, vinde logo em meu socorro.

Escutai a minha voz quando Vos invoco.

O meu coração,Senhor, está contente. Tudo o quanto vivo louvo ao Senhor!

 

pexels-photo-261501 (1).jpeg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo