Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



São muitos os momentos que não consigo rezar, apesar da minha grande vontade. Há outros que simplesmente não sei rezar, e sinto-me muito mal por isso.

Ontem, num livro que comecei a ler encontrei a resposta.

O que poderei então eu fazer?

 

1 - A oração mais importante que temos é Jesus Cristo. É a sua voz que se eleva da terra ao céu. Se quero rezar e ser ouvida por Deus, tenho que me juntar a Cristo, e ser um com ele;

2 - Deixar Jesus Cristo rezar ao Pai, no silêncio do meu coração. Se eu não conseguir falar, ele falará por mim. Se não consigo rezar, ele rezará por mim;

3 - Dizer frequentemente: "Jesus está no meu coração. Creio da fidelidade do seu amor por mim".

4 - Quando não tiver nada a oferecer, deverei oferecer exatamente essa incapacidade, pois sou uma só com ele;

5 - Ninguém poderá rezar melhor por mim se não Jesus Cristo, pois ele é o que melhor conhece o nosso Pai. Ele envia o seu Espírito a rezar em mim, porque eu não sei como rezar;

6 - Dar carta branca a Jesus para ele me usar. Não preciso de renunciar a tudo, mas o que importa é ser compaixão e presença.

7 - Quanto mais eu permitir que Jesus viva em mim, mais eu me tornarei a imagem dele;

8 - A oração não é mais do que um abandono total, uma união com Jesus Cristo, em todos os dias, em todas as horas, em todas as minhas atividades.

 

Madre Teresa de Calcutá

in Oração: Frescura de uma Fonte, Editora Paulus, pag.s 13 e 14

HPIM6155 (1).JPG

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

De D. a 08.04.2016 às 20:02

Olá Helena,
Também tenho momentos em que não consigo rezar. Sou daquelas pessoas que tem tendência a afastar-se de Deus quando as coisas correm mal e quando ando mais em baixo. Mas realmente muitas vezes basta algo tão simples como "Nós, Jesus" ou outra frase pequena para eu conseguir recomeçar e reaproximar-me de Deus. Os blogs das Famílias de Caná também são sempre uma grande fonte de inspiração e motivação.
Bom fim de semana! :)

De Helena Le Blanc a 10.04.2016 às 09:12

Ola D.

Como é tão fácil zangarmo-nos com Deus, ou sentirmo-nos injustiçados com as coisas que nos acontecem! Como eu fico frustrada e chateada com as coisas....

Ultimamente tenho feito cada vez mais este belo exercício "Nós, Jesus". Ajuda, alivia, protege-me da frustração, do ir a baixo, santifica o sacrifício e esforço. Mesmo quando não sabemos o que dizer, ou rezar... basta "Nós, Jesus".

Um grande abraço

Comentar post



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo