Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Olá!

Tu foste um dos muitos que fizeram uma lista de objetivos e propósitos para 2016?

Se respondeste sim, então, já somos dois. Fiz uma longa lista com propósitos pessoais e familiares. Falei disto no post: CLICA AQUI

Estamos no início de Setembro, para muitas famílias é o início do ano letivo. Altura ideal para parar e avaliar. 

Tenho cumprido? Tenho esquecido? 

 Humm... Vamos lá então.

IMG_3323.JPG

1 - Encontrei um bocadinho de tempo, que não seja susceptível a interrupções, para fazer esta avaliação;

 

2 - Procurei o papel onde escrevi a lista dos propósitos para 2016;

 

3 - Numerei cada objetivo. Tenho 19 propósitos.

 

4 - Analisar cada um da seguinte forma:

Sim - Foi completamente cumprido

Não - Até à data presente não foi cumprido;

Quase - Já começou a ser cumprido - em processo.

 

5 - Achar a média e observar resultado.

Eu obtive: 9 SIMs; 5 NÃOs; 5 QUASEs.

Cumpri, até agora, 47% da minha lista!

Isto não é bom. Depois de 8 meses, só tenho 47%???!!!

Ai, ai ai. 

Quando eu fiz esta lista tinha a séria intenção de cumprir, sabendo que eram os melhores objetivos para mim. Com eles eu poderia ser e fazer melhor.

Agora, o que faço?

Continuo a tentar mas sei que tenho somente 4 meses para cumprir os restantes 53%? 

Esquecer? 

Deixar andar?

 

6 - Implementar medidas corretivas, redefinindo a lista. Aqui poderei riscar alguns objetivos e acrescentar outros. Mas o mais importante é pensar nisto com realismo e muita verdade.

 

Depois de refletir, decidi retirar 4 objetivos. Poderei voltar a pensar neles no próximo ano.

Também decidi acrescentar 2 novos objetivos, que já tenho andado a tentar cumprir.

 

7 - Tomar uma decisão final.

Restam 8 objetivos que têm que ser cumpridos até ao final do ano.

São para cumprir, sem desculpas ou queixas.

 

8 - Vigiar.

Também tenho que manter os outros 9, que assinalei como cumpridos.

Quer dizer que alguns deles, ações contínuas, estão em pratica na minha vida / nossa vida familiar, mas que a qualquer momento poderão começar a falhar. 

Deverei estar sempre atenta a todas as oportunidades que Deus me oferece para que, com a ajuda do Espírito Santo, encontrar e percorrer o caminho que me levará à "união íntima e vital"* com o Pai, o Criador.

 

_DSC5209.JPG

 

 ** in Catecismo da Igreja Católica, 29, Edição Típica Vaticana, Edições Loyola, 1997

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo